Mudanças no cheque especial começam dia 1º de julho

Tempo de leitura: 2 minutos

A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) anunciou um novo regulamento que terá que ser aplicado pelos bancos juntos aos clientes que utilizam o cheque especial, a partir do dia 1º de julho.

O cheque especial é uma linha de crédito pré-aprovada, sem nenhum tipo de exigências de garantias, que fica a disposição do cliente a qualquer momento. Por causa dessas características, os juros são mais elevados em comparação aos de linha de mais longo prazo.

As taxas de juros permaneceram altas durantes muitos meses deste ano, apesar da forte redução promovida pelos Banco Central na taxa Selic, que atualmente está na mínima histórica de 6,5% ao ano.

Por conta dessa situação, representantes da equipe econômica do governo Michel Temer indicaram a adoção de medidas para forçar a queda dos juros do cheque especial.

O que prevê o novo regulamento?
  • O banco irá avisar sempre que você entrar no cheque especial.
  • Se você tiver uma dívida no cheque especial que supere 15% do seu limite, durante 30 dias consecutivos, o banco vai oferecer outro produto de crédito com juros menores e pagamento parcelado para a quitação da dívida. Esta oferta se dará por qualquer dos canais utilizados pelo cliente e só ocorrerá mediante concordância do titular da conta.
  • Em seu extrato, o valor do seu saldo sempre deve aparecer separado do limite do cheque especial.
  • Você poderá entrar em contato com o seu banco em qualquer momento para negociar sua dívida.

O cheque especial pode ser uma ótima alternativa caso você precise de dinheiro, porém deve ser utilizado com consciência. Procure sempre seu banco e saiba sobre a opção de crédito mais adequada à sua necessidade.

Tem alguma dúvida? Pergunta pra gente nos comentários e compartilhe o post com os amigos!

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: