Simples Nacional ou Lucro Presumido: Qual a Melhor Opção para o Representante Comercial?

simples nacional, representante comercial
Tempo de leitura: 2 minutos

O projeto para enquadramento de atividade de representação comercial no Simples Nacional foi aprovado  em agosto pela Comissão de Assuntos Econômicos do Senado (CAE), incluindo a atividade dos representantes comerciais em uma tabela de tributação alíquotas menores.

O projeto agora está em tramitação para votação na Câmara dos Deputados, enquanto aguardamos a apreciação do Plenário, levantamos uma questão: o Simples Nacional vale a pena para o Representante Comercial?

Simples Nacional vs.  Lucro Presumido 

A nova tabela de cálculo do Simples Nacional para os profissionais de Representação Comercial  –  que entrou em vigor no início deste ano – pode gerar um crescimento inesperado de tributos. Pelas regras atuais de tributação, se aderir ao Simples, os Representantes Comerciais estão sujeitos a uma tributação entre 16,93% a 22,45%  – variando de acordo com a receita bruta anual – maior que os 13,33% que recolhem pelo regime de tributação de Lucro Presumido. O que isso significa? Se, por um lado, temos uma simplificação dos processos com o Simples Nacional; por outro, pode-se ter uma carga tributária maior.

Com este enquadramento atual do Representante Comercial no Simples Nacional, o Lucro Presumido ainda é a opção mais utilizada.Com essa tributação, como o próprio nome já diz, “presume-se” qual será o lucro da empresa baseado nas atividades que ela exerce.

O projeto aprovado recentemente pela CAE mudaria o enquadramento dos profissionais de Representação Comercial no Simples Nacional. Dentro desse cenário, a tabela de tributação para o Simples Nacional teria alíquotas menores. Enquanto essa mudança não acontece a  pergunta que fica é: o profissional de Representação Comercial deve optar pelo Simples ou Lucro Resumido?  Como analisamos acima, na maioria dos casos a opção para o regime tributário do Simples Nacional ainda não é interessante.

Conclusão

Mas, então, o Simples Nacional é a melhor opção para o Representante Comercial? Para responder essa questão algumas questões devem ser respondidas:

  • Você atua como Representante Autônomo ou Pessoa Física?
  • Quais são seus rendimentos hoje?
  • Quais suas metas de faturamento?

Essas perguntas iniciais vão ajudar o seu contador a ter uma ideia de qual regime de tributação melhor se encaixa ao seu perfil. Está na dúvida? O Sebrae disponibiliza uma ferramenta para você descobrir quanto recolheria de imposto no Simples e o quanto recolheria no Lucro Presumido,  basta entrar AQUI para ter acesso ao cálculo do Simples Nacional em comparação com o Lucro Presumido, assim você pode descobrir o que vale mais a pena para você:  Lucro Presumido ou Simples Nacional. Com o apoio do seu contador utilize a ferramenta para analisar de forma mais precisa a situação da sua empresa.

ConsultorSV

www.suasvendas.com

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: