Os descontos me ajudam a vender e lucrar mais?

Tempo de leitura: 2 minutos

Muitos vendedores e gestores acham que o desconto é um facilitador para a compra, porém não percebem que o trabalho precisa ser dobrado para obter os mesmos resultados. Pare para pensar na rentabilidade de cada venda, isso ficará muito claro.

Rentabilidade

O desconto impacta de forma diferente em cada produto, de acordo com sua margem de lucro. Por exemplo: imagine que o seu produto seja uma agenda e o seu preço de venda é de R$ 10. Como o custo de produção e entrega é de R$8,00, a margem de lucro é de 20%.

Se o famoso desconto de 10% for aplicado no produto, você venderá a agenda por R$ 9 e seu lucro será apenas de 1%. Ou seja, para lucrar o mesmo valor obtido na venda sem desconto, duas agendas teriam que ser vendidas, portanto, seria o dobro de produtos e trabalho.

Os números parecem pequenos, mas se pensarmos em uma grande quantidade de vendas, você verá uma enorme diferença. É importante que os gestores lembrem que no custo do produto também deve-se diminuir a comissão do vendedor, locomoção e outros. Ou seja, tudo isso acarreta em um esforço maior para atingir as metas e lucros da empresa.

Afinal, aplicar descontos vai gerar lucro no meu negócio?

O desconto não é proibido, é importante aplicá-lo com consciência para ter um lucro positivo. Ele não pode ser uma forma de vender mais fácil e sim fazer parte de uma negociação e uma ferramenta para ser usada de forma inteligente.

Atenção: uma boa negociação não significa conceder descontos, e sim chegar a um acordo em que os dois lados saem ganhando. Reforce os benefícios do produto, ofereça prazos menos de entrega ou uma boa forma de pagamento. Assim, você pode considerar pedir algo em troca, como a compra de outro produto.

Como posso gerar rentabilidade?

Você não precisa parar de dar desconto aos seus clientes, porém, primeiramente é preciso ter uma política clara de descontos e estipular alguns limites.

Os bons vendedores têm informações estratégicas sobre seus clientes, e podem usá-las nas negociações. Porém, sua equipe de vendas precisa entender o impacto dos descontos no negócio como um todo. Isso fica mais evidente se a remuneração do vendedor estiver atrelada à rentabilidade de suas vendas e não no faturamento total. Assim, além de estimular a compreensão do conceito de desconto, você ainda garante que os vendedores gerem mais resultados para a empresa.

Sabemos que nem sempre os vendedores sabem todas as informações do negócio, como a margem de lucro, e quando o mix de produtos é grande, controlar a rentabilidade de cada pedido pode gerar erros. Portanto, um sistema de gestão de vendas pode te ajudar a manter um bom controle.

Com Suasvendas, por exemplo, o gestor terá um controle no processo comercial e de vendas. Além de conseguir acompanhar se os seus vendedores estão atingindo bons níveis de rentabilidade, é possível calcular comissões. Faça um teste grátis por 14 dias.

Leia também “WhatsApp no trabalho: vilão ou aliado?”.

Tem alguma dúvida? Pergunta pra gente nos comentários e compartilhe o artigo com os amigos. Boas vendas!

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. Orlando disse:

    Obs.: Todo produto quando é desenvolvido e fabricado, tem sua planilha de custos!
    Normalmente as Empresas custeiam esses com margem de lucro que ao pé da letra, talvez não atenda suas necessidades comerciais!
    Partindo do principio que muitas delas, trocam papeis para terem o pagamento antecipado.
    Porque não ao custear o produto, acrescentar essa margem o mesmo percentual que praticam na troca de papeis!
    Fazendo assim, ao invés de trocarem, conceder o desconto para obter a vantagem demonstrando fazer parceria com o cliente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: