Dia do Representante Comercial: a evolução de uma profissão incrível

Tempo de leitura: 2 minutos

Hoje, dia 1º de outubro, comemoramos o dia do Representante Comercial, uma profissão que exige muita dedicação, coragem e conhecimento, principalmente para adquirir confiança e respeito dos clientes para bater as tão sonhadas metas. Queremos parabenizá-lo por existir e tornar possível o acesso a diversos produtos e serviços, que sem a sua intervenção seria impossível.

Nesta data tão especial, vamos lembrar como essa antiga profissão acompanha o modelo da economia que temos atualmente e como é importante para todas as empresas.

A Origem

O surgimento da profissão de Representante Comercial foi de acordo com o desenvolvimento da economia, a necessidade de consumo e a expansão dos mercados. Esse profissional é resultado de uma evolução ao longo do tempo, quando o comércio começou a surgir de forma mais intensa, originando os caixeiros viajantes ou mascates.

Esses profissionais vendiam produtos fora de onde eles são produzidos, viajando entre diferentes regiões e fora das grandes cidades. Quando não havia facilidade de transporte esta era a única forma que as pessoas que viviam em pequenos povoados tinham para acessar alguns produtos.

No Brasil

Apesar da origem antiga, no Brasil a profissão foi regulamentada apenas em 1965, com a publicação da Lei 4886/65, que definiu a atividade dos autônomos e empresas de representação.  A profissão já era exercida por milhares de pessoas e a normatização trouxe mais igualdade nas relações entre representadas e representantes.

Com a Lei foi criado o Conselho Federal e os Conselhos Regionais dos Representantes Comerciais, aos quais  incumbirá a fiscalização do exercício da profissão.

O Representante Comercial

Como identificar quem atua na área? Na definição do profissional existem alguns pontos a serem observados. Primeiro, o representante comercial age como mediador de um negócio, já que irá intermediar a relação entre aquele que quer vender um produto (representada) e aquele que quer adquiri-lo(o cliente).

Ainda na Lei 48886/65 se extraem 3 características definidoras do profissional:

  1. Ele pode ser pessoa física ou jurídica;
  2. Ele não possui vínculo empregatício;
  3. Realiza a atividade em caráter não eventual.

Por outro lado, a Lei também fala sobre 2 características que definem a atividade do representante comercial:

  • A atividade pode ser exercida por uma ou mais pessoas, o que revela a não exclusividade no desempenhar de suas atividades;
  • Além da emissão de pedidos, os Representantes Comerciais podem concluir o negócio.

Conclusão

Muitas mudanças ocorreram na atividade de representação ao longo dos anos, resultado do processo de globalização e de uma nova forma das pessoas lidarem e acessarem a informação. O que modifica não só a relação entre representante, representadas e clientes mas, também, altera a própria forma de vender.

Para não deixar essa data passar em branco, estamos com um sorteio incrível. Confira o vídeo abaixo e veja como participar:

Tem alguma dúvida? Deixe sua pergunta nos comentários ou entre em contato com a nossa equipe pelo e-mail ajuda@suasvendas.com.

Boas vendas!

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: