Logística: como montar um bom planejamento

28 de junho de 2021 em Dicas, Mais conhecimento

Grande parte da garantia da satisfação do cliente que consome produtos no seu e-commerce está em tem um bom planejamento de logística. Fazer com que os produtos cheguem intactos e de forma rápida ao destino final faz toda a diferença. Afinal, nenhum consumidor gosta de ficar esperando por uma mercadoria. Para atingir este objetivo e fazer com que a sua loja online seja um sucesso, é preciso um planejamento bem estruturado e aplicado. Assim, todas as etapas poderão ser cumpridas sem atrasos ou problemas. Um planejamento mal executado, também pode implicar em custos altos no departamento de logística. Para te ajudar a realizar um bom planejamento logístico, nós separamos neste post alguns pontos importantes para se atentar.

Estoque

Em um e-commerce, que vende 24h por dia, é preciso ter um controle preciso do seu estoque. Assim, você evita altos custos de armazenamento, ou a falta de produtos solicitados por clientes. É preciso conhecer a demanda dos seus clientes e estar sempre ciente quanto à rotatividade das suas mercadorias. Manter um estoque muito grande pode gerar problemas como: custos elevados, perda de produtos (em caso de mercadorias com prazo de validade) e a necessidade de muito espaço. Uma gestão de estoque organizada evita prejuízos e aumenta a satisfação dos seus clientes.  Para isso, você pode contar com o SuasVendas. Nosso sistema fornece ferramentas e relatórios de controle de estoque.

Frete

Segundo a pesquisa da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico, o gasto com frete é responsável por 65,9% dos custos de logística das empresas. Dessa forma, é preciso planejar muito bem esta etapa, para não exceder o orçamento. Uma decisão importante neste momento é escolher entre o frete pelos Correios ou por uma transportadora. Manter a qualidade nesta etapa pode definir, além de valores, o cumprimento ou atraso de prazos. Muitas vezes, vale investir um pouco mais para reduzir o tempo de entrega e garantir assim, maior satisfação por parte do cliente. Não se esqueça de sempre monitorar os produtos enviados e compartilhar o link de acompanhamento com o cliente.

Análise

Uma das chaves para um planejamento logístico eficaz é analisar os processos que estão dando certo e os que estão dando errado. Atente-se a cada etapa, desde a venda até o feedback do cliente. Assim, você consegue realizar as correções de forma rápida, evitando prejuízos. Alguns indicadores importantes para monitorar constantemente são:
  • Taxa de conversão;
  • Taxas de abandono de carrinhos;
  • Número de vendas e visitas ao site;
  • Retorno sobre investimento.
Alguns destes relatórios e muitos outros estão disponíveis no nosso sistema. Depois dessas informações, você conseguirá montar um planejamento logístico eficaz, que contribui com o crescimento do seu e-commerce. Conte sempre com o SuasVendas neste processo. Entre no nosso site e faça um teste grátis!]]>

Loja do Instagram: a chave para vender mais na rede social

10 de maio de 2021 em Dicas, Mais conhecimento, Notícias

Você, com certeza, já se deparou com imagens com um ícone de sacolinha, que, ao clicar, direcionam a um produto com sua descrição e valor, enquanto rolava pelo feed de alguma loja no Instagram. A ferramenta Loja é que possibilita esta ação. Ficou com vontade de usar, mas não sabe como? Hoje você vai aprender!  O recurso Loja adiciona às suas fotos um link direcionado à descrição e valor das suas mercadorias. Dessa forma, é mais fácil catalogar os seus produtos no Instagram e direcionar os seus clientes mais facilmente para a compra. 

Como funciona?

Criada em 2017, a ferramenta requer uma conta comercial no Instagram e uma página no Facebook para ser ativada. O processo é bastante simples. Os produtos ficam expostos na aba “Loja”, da sua página e no menu “Loja” do Instagram, facilitando assim, o acesso de novos clientes e otimizando o processo de compra. Com ela, é possível inserir links direcionados a outros sites, ou finalizar a compra pelo próprio Instagram. Além disso, também é possível marcar produtos tanto em fotos disponibilizadas no feed ou nos stories.

Como ativar?

Para ativar a sua loja do Instagram é preciso seguir uma série de passos:
  • Confira se a sua empresa está qualificada a utilizar o recurso

De forma simples: é preciso estar localizado em um país contemplado pela ferramenta – como o Brasil -, possuir produtos qualificados (apenas bens podem ser vendidos, serviços não se enquadram), possuir um domínio próprio para realizar as vendas e concordar com termos e políticas comerciais, além do acordo do vendedor.
  • Ative o recurso “conta comercial”

Nas configurações do seu perfil no Instagram, acesse o menu “Conta” e clique em “Mudar para conta profissional” e então escolha a categoria desejada. Lembre-se que perfis comerciais precisam, obrigatoriamente, ser abertos.
  • Sincronize a sua conta com a sua Página do Facebook

Ao acessar o seu perfil, clique em “Editar perfil” > “Informações comerciais públicas” > “Página” e então selecione a página a qual deseja vincular o seu perfil. Caso ainda não tenha uma página no Facebook, clique em  “Criar uma nova Página no Facebook”.
  • Vincule a sua conta à sua Vitrine

[embed]http://https://www.youtube.com/watch?v=g1Ql8DKo7Ro[/embed]
  • Solicite a análise da conta

Antes de habilitar a marcação dos produtos catalogados, a conta precisa ser analisada pelo Instagram, este processo pode durar alguns dias. Acesse as configurações do seu perfil, clique em “Empresa” > “Configurar compras no Instagram” e preencha os requisitos solicitados. Assim, quando a sua análise for finalizada você receberá uma notificação.
  • Habilite o modo de compras

Depois da aprovação da sua conta, acesse as configurações do seu perfil, clique em “Empresa” > “Compras” > “Catálogo de Produtos” e selecione o catálogo de sua preferência. Depois disso, basta clicar em “Concluir”.
  • Marque seus produtos

Agora, você já poderá marcar os seus produtos tanto em imagens do feed, quanto em imagens nos stories. A marcação do feed é feita pelo botão abaixo da marcação de pessoas; já a opção de marcação pelos stories fica dentro da aba de stickers. Depois do tutorial chegou a sua vez. Que tal testar na sua conta para observar os seus produtos chegando a novos clientes e as vendas no Instagram sendo realizadas de forma mais rápida e fácil? Ainda ficou com alguma dúvida? Comenta aqui embaixo que a gente te responde!]]>

Por que apostar no monitoramento das suas cargas

7 de maio de 2021 em Mais conhecimento

Uma das partes mais importantes do processo de venda é a entrega dos produtos. Fatores como atrasos, falta de cuidado e altos custos de frete podem manchar a sua imagem aos olhos do cliente. Uma das formas mais eficazes de manter controle das entregas de mercadorias é o monitoramento das cargas, evitando assim, diversos tipos de problemas. Às vezes, contando como um custo adicional, o monitoramento traz alguns benefícios que compensam a diferença de valor. Confira abaixo por que você deve investir nessa tecnologia.

Controle de tempo de entrega

Ao rastrear os produtos enviados você consegue ter acesso a constantes atualizações da localização da carga, podendo assim, calcular prazos de entrega com mais exatidão. A organização de prazos é uma grande vantagem na organização logística da empresa e pode melhorar o seu relacionamento com o cliente. Além disso, o monitoramento permite a identificação de possíveis atrasos no cronograma. Dessa forma, podem ser evitados imprevistos e recalculadas rotas para que o prejuízo seja o menor possível.

Mais segurança

Outro ponto vantajoso é a segurança que o conhecimento da localização da carga traz. Em 2020, a expectativa da queda de roubos de carga era de 17% a 19%, segundo dados da Polícia Rodoviária Federal. A redução ocorreu pela implantação de tecnologias de rastreamento. Além disso, a precaução permite que cargas roubadas possam ser recuperadas parcial ou integralmente. Algumas transportadoras utilizam sistemas remotos de travas para o compartimento de carga. Assim, a abertura pode ocorrer apenas quando os produtos percorrem a rota correta e chegam ao destino esperado.

Clientes mais satisfeitos

Segundo uma pesquisa da Opinion Box, em parceria com a Digitalks, 36% do público manifestou que não voltaria a comprar de uma marca que atrasou a entrega. Dessa forma, pode-se perceber como as entregas afetam diretamente na opinião do cliente.  O compartilhamento da localização das mercadorias ajuda na transparência do processo de compra, o que torna a experiência com a sua empresa mais positiva. Este acesso também permite que o cliente se programe para receber as compras, evitando problemas na hora da entrega.

Como fazer o rastreamento

Para acompanhar envios realizados por meio dos Correios, basta informar no site da empresa o código de rastreio. O número possui 13 dígitos e é disponibilizado no ticket do comprovante de postagem. No caso de outras transportadoras, o código de acompanhamento da carga é fornecido por ela no momento da compra. O SuasVendas te ajuda a manter a relação de transparência com o cliente por meio do compartilhamento do link de rastreio na emissão do pedido. Você também pode enviá-lo por email e WhatsApp. Além disso, é possível calcular valores e prazos de entrega utilizando o SV.Frete. Basta baixar o app e aproveitar! Disponível na Google PlayApp Store ]]>

Planejamento de vendas 2021: tendências e dicas

17 de novembro de 2020 em Mais conhecimento

O ano de 2020, sem dúvidas, vai ficar para a história. Milhares de empresas enfrentaram e continuam enfrentando diversos contratempos e desafios, inclusive, muitas tiveram que fechar as portas, por outro lado, diversos negócios se reinventaram e estão mais fortes do que nunca. Ainda em meio a incertezas, chegou a hora de começar a fazer o planejamento de vendas de 2021, afinal, se preparar nunca foi tão importante para a saúde empresarial. Para traçar boas estratégias é necessário pensar nos possíveis cenários (positivos e negativos) que você poderá enfrentar para conquistar os melhores resultados. No artigo de hoje você vai conferir algumas dicas práticas e tendências para fazer de 2021 um ano de sucesso.

Aumento das vendas digitais

Em poucos meses, o comércio online cresceu de forma surpreendente, beneficiando tanto os varejistas, como também compradores e vendedores B2B. Segundo estudo feito pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomércio – SP), o mercado online cresceu 17,5% em relação a 2019. O crescimento do comércio eletrônico nos primeiros seis meses do ano corresponde a 3,7% do varejo paulista, número equivalente ao desempenho registrado nos últimos seis anos. Novos hábitos de consumo surgiram e sua empresa precisa se ajustar para continuar vendendo. Isso significa que a utilização de e-commerces e softwares de vendas se tornou uma necessidade para negócios que desejam continuar no mercado. Conheça o sv.e-commerce. (Veja uma demonstração) Uma pesquisa do Google sobre vendas B2B mostrou que mesmo com a força da venda remota, 81% dos compradores ainda desejam ter algum tipo de suporte do vendedor quando estiverem prontos para realizar a compra. Portanto, esteja pronto para oferecer o melhor atendimento, seja na loja física ou na virtual.

Diminuição de custos 

Estamos vivendo um momento de crise, e pensar na nova realidade dos clientes é um fator muito importante para o seu planejamento. Inúmeras empresas tiveram que reduzir gastos e provavelmente devem ter orçamentos reduzidos para o próximo ano. Portanto, faça uma revisão das políticas de compra e preços para não perder grandes clientes. Devido às incertezas, muitas empresas estão optando por modelos de contratos com prazos menores. Talvez seja necessário ser mais flexível quanto a isso.

→ Estruturação de vendas para 2021

Viu como houve mudanças trazidas pela pandemia? Saber tudo isso vai te ajudar a ter em mente o que você terá que enfrentar para iniciar seu planejamento de vendas do próximo ano. Veja a seguir algumas dicas importantes para fazer isso da melhor maneira. Histórico de vendas  Começar um novo planejamento sem olhar para as métricas passadas é a mesma coisa que andar no escuro, ou seja, você não tem dados para saber o que deu certo e o que não deu certo.  Os resultados de 2020 devem ser um ponto de partida para fazer as projeções do próximo ano. Portanto, avalie o histórico de vendas da empresas, clientes e metas. Revise metas financeiras Você conhece a nova realidade dos seus clientes? Muitos setores foram afetados por conta da pandemia e você precisa também adaptar sua política de preços e metas financeiras do ano, que com certeza terão que ser redefinidas.  Defina metas SMART As metas SMART se baseiam em 5 fatores: S (específica), M (mensurável), A (atingível), R (relevante) e T (temporal). Esse método define as características que as metas precisam ter. Com elas, você conseguirá estimular todos os envolvidos e, assim, buscar os melhores meios de alcançá-las. Isso vai te ajudar a não criar metas superficiais, como acontece na maioria das vezes. As metas SMART oferecem marcos claros e uma estimativa de como atingir a meta. Veja exemplos de cada letra:
  • “S” – Specific (Específica)
Dizer apenas que quer aumentar as vendas não deixa a meta específica. É necessário ser mais claro, como: aumentar as vendas de novos produtos. E a partir disso, traçar as ações que devem ser executadas para alcançar esse objetivo.
  • “M” – Measurable (Mensurável)
Para ter uma meta mensurável basta acrescentar uma unidade de medida, como: aumentar as vendas de novos produtos em 15%.
  • “A” – Attainable (Atingível)
Nessa etapa você precisa saber se o aumento de 15% é possível. Ou seja, se é realista. Para saber, analise o mercado, veja os recursos disponíveis e certifique-se disso.
  • “R” – Relevant (Relevante)
Agora é preciso identificar como esse aumento de vendas vai impactar seu negócio. Deixe bem claro para sua equipe a importância da meta smart para o seu negócio e como será benéfico para todos os colaboradores. 
  • “T” – Time based (Temporal)
Defina o tempo em que a meta precisa ser atingida. Por exemplo: aumento de das vendas de 15%  de novos produtos no primeiro semestre de 2021. Padronize o processo comercial  Para evitar possíveis imprevistos, a padronização do processo comercial é muito importante. Você pode começar com o funil de vendas, onde cada oportunidade deverá seguir uma sequência de atividades. Um sistema de gestão que tenha CRM pode te ajudar bastante nesse processo. Comece agora mesmo Nada de deixar para fazer o planejamento nos últimos dias de 2020, ok? Comece a colocar em prática nossas dicas e se prepare para ter um ano de muito sucesso e vendas. Qualquer dúvida ou sugestão, deixe um comentário abaixo!]]>

Venda de produtos consignados pode aumentar as vendas

28 de agosto de 2020 em Mais conhecimento

O pedido de consignação é ideal para quem deseja aumentar as vendas sem investir muito, já que funciona como um contrato estimatório, no qual o fornecedor faz um acordo com o vendedor, comprometendo-se a deixar seus produtos com ele para que sejam expostos para o público. Posteriormente, em um período agendado, o vendedor retorna ao fornecedor para a prestação de contas, ou seja, ele devolve as mercadorias que sobraram e faz o pagamento daquilo que foi vendido. Esse tipo de venda é a principal fonte de renda de muitos varejistas que trabalham com diversas marcas. Sua vantagem competitiva é a liberdade de ter um grande estoque com um pequeno investimento, com pouco risco de prejuízo. Já o fornecedor poderá mostrar seus produtos para uma maior quantidade de pessoas, mas precisa estar sempre atento para manter o estoque em dia para não correr o risco de fechar grandes vendas sem conseguir atender todos os pedidos.

Quais os principais benefícios das vendas consignadas?

Para o vendedor:
  1. Não tem prejuízo caso o produto não seja vendido.
  2. Não tem a necessidade de se preocupar com a mão de obra e matéria prima dos produtos.
  3. Não é necessário gastar com cuidados de manutenção, pois isso é de responsabilidade do fornecedor.
  4. Ampla variedade de produtos em estoque para vender mais.
Para o fornecedor:
  1. Não precisa ter lojas físicas ou digitais para expor seus produtos.
  2. Não é necessário se preocupar com estratégias de vendas e marketing para vender determinado produto.
  3. Facilita o acesso dos clientes a novos produtos.
  4. A visibilidade de seus produtos será bem maior. Ou seja, quanto maior a exposição e a facilidade de compra, maior são as vendas e o lucro.

Como a consignação pode ajudar meu negócio?

Atualmente, os custos para fabricação e venda de produtos são altos, e a venda consignada permite dividir esses valores, impostos e esforços. Inclusive, a consignação encurta o ciclo de venda para chegar até o consumidor final. Ao fazer uma parceria com um vendedor, o fornecedor evita o esforço de prospectar clientes tanto em meio físico como online. E o vendedor não paga os custos e mão de obra da fabricação dos produtos. Assim, ele terá apenas que se preocupar em conquistar o público-alvo e fechar uma venda. A estratégia de venda consignada é vantajosa tanto para os vendedores tanto para os fornecedores. Para os primeiros, é uma excelente forma para aumentar o número de vendas sem custos com a produção e responsabilidade pelo produto. Para os fornecedores, uma boa maneira de aumentar o lucro e conquistar um público maior, sem se preocupar com a captação de clientes.  Mas antes de começar a vender desta forma, os vendedores precisam conhecer bem os produtos que vão vender, pois quem estará na linha de frente precisa passar credibilidade e confiança. Antes de começar a vender determinado produto, saiba todas as informações necessárias e também tenha uma resposta para todas as possíveis dúvidas dos clientes. Veja também como os seus concorrentes estão vendendo esses produtos e se você tem um diferencial competitivo. → Fazer a verificação de quais produtos serão rentáveis é muito importante. Veja quais vão oferecer a melhor margem de lucro e melhores comissões.

Como funciona o processo de consignação?

  1. O fornecedor envia a mercadoria para o vendedor e emite uma NF-e de Remessa em Consignação.
  2. Caso seja necessário algum reajuste de preço nas mercadorias, deve ser comprado através de uma  NF-e complementar de Remessa em Consignação.
  3. Quando o vendedor vende alguma mercadoria, é necessário emitir uma NF-e de Venda de mercadoria recebida em consignação mercantil para o cliente final e outra de Devolução simbólica de mercadoria recebida em consignação para o fornecedor. Já o fornecedor precisa emitir a NF-e de Venda de mercadoria remetida em consignação mercantil para o vendedor.
  4. Quando não há vendas, o vendedor precisa devolver as mercadorias em consignação através da NF-e de Devolução de Mercadoria Recebida em Consignação.
Você já trabalhou com esse tipo de venda? Quais foram os maiores desafios? Conta pra gente nos comentários!]]>